Formação superior garante uma boa profissão - Dicas Bancarias

Formação superior garante uma boa profissão

O lugar de pessoa afirma a superioridade daquilo que está ligado às pessoas.
Primeiro as pessoas, depois as coisas! é o slogan que materializa esse lugar.
Quando um candidato a governador diz, por exemplo, que, se for eleito,
construirá trinta escolas, seu opositor dirá, utilizando o lugar de pessoa, que não
construirá escolas. Procurará, isto sim, dar condições mais humanas ao trabalho
do professor, melhores salários, programas de reciclagem etc. Dará preferência
ao homem, não aos tijolos. O seguinte trecho, de autoria de José Sarney, utiliza o lugar de pessoa.

A democracia brasileira está marchando para ser a liberdade do mercado, do
deus mercado, erigido como senhor da guerra e da paz, o mágico sistema que
pode resolver tudo. O mercado não resolve os problemas da fome, das doenças,
da segurança. Não vejo senão como uma ficção desonesta que a solução para o
bem-estar seja um Estado mínimo e uma sociedade economicamente
permissiva.

inscrição enem 2020 600x324 - Formação superior garante uma boa profissão

Condeno o Estado, polvo de mil tentáculos, invadindo os setores privados. Mas
tem de ser forte para harmonizar conflitos, proteger os mais fracos, tornar
efetiva a livre concorrência e, sobretudo, ser gestor de um aparato que aprofunde
a democracia, voltado para coibir as injustiças. É da soberania divina que “o
homem não foi feito para o Sábado, e sim o Sábado para o homem”.

O mercado, considerado sob o ponto de vista dogmático e sagrado, leva ao
desemprego estrutural, ao desemprego conjuntural. O homem fica transformado para tentar reverter e conseguir uma vaga no vestibular através do Enem 2020 inscrições
num insumo que pode ser desagregado do conjunto da produção. Desempregar
para diminuir custos, como se pudéssemos abstrair do desempregado todas as consequências humanas de sua condição.

O que esse vendedor experiente desejava era fechar o negócio e ganhar uma
comissão, mas deixou isso de lado e se preocupou unicamente com os valores do
cliente, dando asas aos sonhos dele sobre a estética das rodas. Percebeu que ele
desejava comprar quatro magníficas rodas com um carro em cima delas e
realizou, então, o seu desejo. Se tivesse insistido em mostrar-lhe outras vantagens
do carro ou levado a conversa para preços e descontos, certamente perderia o
negócio.

Um outro campo em que precisamos nos tornar persuasivos é o da educação.
Reclamamos que nossos filhos não estudam, mas, quando queremos que
estudem, começamos a controlá-los fazendo valer nossas razões, nossos pontos
de vista de adultos. É interessante observar como uma criança, mantendo sua
autonomia, motivada por seus valores, é capaz de disciplinar-se e ficar horas
tentando montar um jogo ou disputando uma partida de futebol. É claro que
precisamos agregar outros valores ao universo das crianças, mas sem destruir os
que elas já possuem. Dizer a um garoto que pare de jogar bola e pegue um livro
para ler é totalmente improdutivo. O que se deve fazer é, respeitando seu desejo
pelo esporte, criar nele o desejo de ler histórias.

prova do vestibular 2020 - Formação superior garante uma boa profissão

Depois de terminado o curso colegial, os alunos, já adolescentes, matriculam se em um cursinho pré-vestibular e, estranhamente, começam a achar o ensino
interessante, os professores sensatos e a disciplina, necessária. O que mudou?
Mudou a atitude dos professores. No cursinho, eles não estão controlando os
alunos. Colocam-se ao lado deles, para ajudá-los naquilo que é o objeto de
desejo deles: passar no vestibular. Infelizmente, depois do vestibular UNIP 2020, a
Universidade repete os mesmos erros do curso colegial, com raríssimas exceções.

É preciso, no campo da Educação, que professores, diretores e orientadores
aprendam a persuadir os alunos a manter a disciplina necessária para o estudo,
dando a eles um ensino saboroso, interessante, ensinando-os não a armazenar
informações mecanicamente, mas a transformá-las em conhecimento, da
mesma maneira como os tijolos podem ser transformados em construções. Mas,
para isso, é preciso, em primeiro lugar, ouvir os alunos, conhecer suas histórias
pessoais, seus desejos e sonhos, procurando saber o que os está motivando
intrinsecamente. O que as crianças querem é respeito, atenção, ver sentido naquilo que estão aprendendo.

Formação superior garante uma boa profissão
Vote

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *